Telemedicina ao seu alcance

A APM Estadual firmou parceria com a maior empresa de Telemedicina do mundo – Teladoc, com o intuito principal de propiciar segurança e solidez ao nosso associado que queira praticar a Telemedicina durante este período de pandemia da Covid-19. A APM em breve enviará um e-mail com o link através do qual o associado poderá fazer a
inscrição na plataforma e iniciar o processo de aquisição do certificado digital da Valid, necessário para a emissão dos documentos médicos como prescrição de medicamentos, pedidos de exames, atestados, relatórios médicos, entre outros.
Para o paciente acessar o seu médico, será necessário que ele baixe o aplicativo da Teladoc nas lojas Apple Store ou Google Play no seu celular. Quando o paciente precisar de uma consulta remota, bastará que entre em contato com o consultório do médico, solicite a consulta no dia e horário desejados, procure o médico no aplicativo da Teladoc
em seu celular e clique no dia e hora da consulta agendada junto ao consultório do médico. No dia e horário marcados, o médico acessará a plataforma em seu computador através do site https://tdocop.com.br/login e o paciente fará o mesmo, mas através do aplicativo do seu celular.
Além disso, a APM fez parceria com o link PinPag (https://apm.pinpag.com.br/#/), por meio do qual é possível fazer a cobrança da consulta, bem como dos outros serviços médicos, sendo que o paciente poderá parcelar em até 12 vezes, sem qualquer custo para o médico, que recebe o valor integral em 15 minutos. Isso mesmo, sem desconto e na hora. Nosso associado não paga nem pela plataforma, nem pelo certificado digital, nem pela parceria com o PinPag.
O médico terá acesso também a um prontuário eletrônico pela plataforma Teladoc, onde será registrado todo o atendimento médico, sem custo também. Prescrições, atestados, pedidos de exames podem ser feitos eletronicamente e enviados diretamente para o paciente. Importante frisar que quando paciente “entra” para ser atendido pelo colega médico, assina um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Ao término da consulta, o
paciente recebe um resumo do atendimento em seu celular.
É exigido que o médico faça um curso de capacitação em Telemedicina ao custo de 90 (noventa) reais para o associado, uma vez que a APM entende ser muito importante o médico estar preparado para o atendimento em Telemedicina. Esse é o único custo que o associado tem, se quiser começar a usar essa “nova” modalidade de atendimento.
Todos esses passos são importantes, uma vez que a APM exige e preconiza que se faça o uso da Telemedicina da melhor e mais segura forma possível.
A princípio parece que são muitas coisas e que o processo é difícil. Não é, como toda novidade precisamos dar o primeiro passo, e nos acostumarmos e entendermos o modus operandi do processo. Após isso, tudo fica mais fácil e “a vida” do colega e do paciente se “encurtam” dentro desse “encontro”. Fundamental dizer que o uso da Telemedicina é uma escolha de mão dupla. Médico e paciente decidem usá-la, mas não são obrigados a fazê-lo. Se em algum momento do processo, qualquer parte envolvida preferir, ou se tornar necessário, o atendimento pode e deve se tornar presencial. A ideia é ter mais uma possibilidade de atendimento, quando for possível, viável e com a anuência das partes envolvidas.
Vamos em frente

Escrito por: DAVID ALVES DE SOUZA LIMA – PSIQUIATRA CRM: 112350

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *